Estilosas, o #ProjetoNoiva está a mil nesse começo! Orando para essa empolgação durar para todo o sempre e não ser só aquele fogo de palha de quando a gente tem uma novidade nas nossas vidas (quem nunca foi animadíssima na primeira semana de academia e desistiu depois?). Lembrando: esse não é um projeto de emagrecimento pra caber num vestido de casamento. É um novo projeto de vida “pre wedding” para eu começar essa nova fase da minha vida com uma nova postura e um novo estilo de vida. Tem dica de nutrição, tem dica de academia e os looks do dia continuam. Ou seja: isso não vai se transformar em um blog fitness. Ainda vou falar muito de kangoo jumps, meu novo hobbie (sim, acreditem! É uma atividade física que estou amando!) e também de como usar a musculação para emagrecer. Você acha que não é possível? Não quer ficar panicat? Pois é, estilosa, pode tirar esse mito da sua cabeça. Da mesma forma que você não adquiriu seus pneuzinhos da noite pro dia, não é porque você vai fazer musculação que em um 1,6,8 meses vai ficar igual à Penélope Nova (mas bem que eu queria!) . Da mesma forma que a banha é conquistada com muito empenho nas refeições lixo, os músculos também demoram para aparecer e cada gota de suor vai fazer diferença na sua busca por um corpo mais saudável. A diferença é que os músculos demoram um pouquinho (muito) mais para aparecer. Hoje vamos falar sobre três coisas aqui no post: escolha do meu horário para malhar, as conquistas da primeira semana de #ProjetoNoiva (sim, os escorregões também!) e uma grande novidade sobre nutrição, até porque de nada adianta se matar de malhar e se enfiar numa lata de leite condensado logo em seguida, né? E assumo, eu tenho ânimo e estou curtindo malhar, meu ponto fraco é a alimentação. Eu gosto tanto de comer e se for besteira, gosto mais ainda!

gordinhatensa

 

Vamos lá, meu horário para malhar é à noite. Juro por tudo na vida que eu invejo demais (invejinha branca, tá?) quem consegue acordar cedo e ir malhar de manhã, antes de ir trabalhar. Já tentei algumas vezes e definitivamente não é para mim. Eu amei a energia e o bom humor que tomam conta da gente quando a gente acorda cedo pra malhar, parece que pode cair o mundo que você não vai stressar por nada e vai ver tudo com mais calma e tranquilidade. Mas nem tudo são flores! Acordar cedinho já é difícil, no horário de verão pior ainda. Ok, mas isso é possível de resolver, é uma questão de hábito. Só que aqui entra outro fator complicador: é preciso ser muito organizada. Ser virginiana não resolve isso. Para malhar de manhã, você precisa arrumar sua mochila direitinho na noite anterior (inclusive escolher seu look e pensar em cada detalhe para se arrumar na academia para não ficar estressada ma hora de tomar banho. Nota mental: ter escova progressiva nessa hora é vida!).  Você também precisa arrumar seus lanches do dia seguinte (iogurte, castanhas, sanduíche light, etc) e precisa ir dormir cedo. Ainda vamos falar sobre isso aqui, mas sabiam que as 8 horas de sono são preciosas para quem quer emagrecer e conquistar uma saúde mais bacana? Se você precisa acordar 5h30 pra malhar (o que era o meu caso), precisaria estar dormindo 21h30 todos os dias. E aqui entra meu terceiro problema nessa saga de malhar de manhã: minha rotina. Os dias que saio mais tarde do trabalho são exceção, de verdade, mas qualquer ponto fora da curva desestrutura a semana inteira. Um dia com algo à noite para cobrir e lá se vai seu planejamento de vida. E os dias que você quer sair do trabalho e sair com o boy? Vai ficar negando convite porque precisa dormir? Enfim, o negócio estava me estressando mais do que ajudando. Quando dava 21h eu já estava muito irritada porque não ia conseguir dormir na hora, ia dormir pouco (e eu amo dormir! Quase tanto quanto comer! Hahahahah) e ia meio que jogar meu desempenho da academia no lixo (sim, sou dramática). Até que me decidi: VOU MALHAR À NOITE! Foi libertador tomar essa decisão. Uma cobrança a menos na vida. Se eu chegar na academia até 21h, dá para malhar tranquila sem aloprar na hora de dormir. Bom, malhar à noite tem a vantagem de não fazer nada correndo, ser tudo mais livre e ter as aulas mais legais na academia. Eu adoro porque nunca está calor e eu descarrego o estresse do dia. Sou dessas que sonha com trabalho se não fizer atividade física. Mas esse horário também tem suas desvantagens: quando meu dia é mais pesado, minha bateria está fraca e meu desempenho é pior. E tem gente que não consegue dormir porque malhar libera endorfina e a gente fica mais agitada. Eu realmente não tenho esse problema,  durmo que é uma beleza.

amodormir

Estão curiosas para saber como foi a primeira semana do #ProjetoNoiva? Esse projeto pre wedding começou bem no quesito academia. Fui todos os dias da semana, de segunda a domingo, com exceção de sexta-feira. Na quarta, tive um contratempo no trabalho e só conseguir chegar 21h15, mas me enfiei atrasada na aula de kangoo jumps e fui até o fim. A musculação eu pulei, porque já estava bem tarde, mas pelo menos fiz algo no dia. Desculpe, Jéssika! Priorizei o kangoo e não a musculação! Vou fazer um mantra: fazer musculação para emagrecer. Fazer musculação para emagrecer. Já no quesito nutrição, o casamento poderia ser adiado por um tempo hahahah brincadeira! Resisti a uma torta holandesa de despedida de uma colega de equipe, levei lanchinhos saudáveis quase todos os dias (para quem interessar, meus lanchinhos: fruta, castanhas, iogurte e um misto com creme de ricota light e peito de peru antes de malhar) e almocei direitinho (ok, dois dias da semana eu almocei no Daiki Sushi no Brasil 21 e muito arroz, né?). Meus cafés da manhã foram crepioca todos os dias, menos sexta que comi pão francês (sem miolo). Só que duas coisas deram aquela estragadinha na semana: brunch de apresentação de Natal do Taguatinga Shopping no Daniel Briand e um chocolate que ganhei de uma outra colega de trabalho que também está se despedindo. No brunch, eu não tinha tomado café da manhã antes e cheguei morrendo de fome. De acertado tomei um suco de laranja natural e comi salada de frutas. De errado: comi um bom pedaço de um queijo delicioso que deve ser mega gordo e uns pedacinhos de croissant recheado com chocolate (e ali se foi minha refeição do lixo da semana).  Depois veio a coleguinha com chocolate Reese´s que adoro na sexta-feira. Abri logo depois do almoço, dei um pro boy e comi o outro. Droga! Pelo menos acabou logo a tentação.No sábado, fui no Cumarim Burguer, desandei e mandei um cheeseburger com batata frita. (Ó céus!).

#PROJETONOIVA (2)

Só que era claro que essa farra de comida estava com os dias contados. Por mais que eu estivesse entrando nos eixos, sou dessas que preciso de um profissional puxando minha orelha pra eu criar um compromisso. Na academia, eu tenho os professores e na nutrição, só a minha consciência não estava adiantando. Hoje fui na minha consulta com a Nutricionista Marcela Cota. Sabe tipo, alguém que te entende? Contei toda a minha vida e as minhas loucuras quando o tema é dieta. Abri o jogo que já fiz Dukan, emagreci horrores mas de uma forma nada bacana. Também contei que sou capaz de fazer brigadeiro de panela e comer tudo sozinha (quem não é, né?). Contei que tenho fome o dia inteiro (não sei se é psicológica ou não) raramente consigo esperar as 3 horas entre cada refeição. A cada 2 horas, duas horas e meia, já estou louca atrás dos meus lanchinhos. Falei que sou a louca da aula de Kangoo Jumps e a Jéssika (personal trainer) precisa ficar olhando feio para eu não burlar o sistema e ir pra aula nos dias que não pode. Ela tirou algumas medidas, avaliou meus últimos exames de sangue e a avaliação física da academia e meu objetivo ficou claro: não tô nem aí pra balança, meu negócio vai ser diminuição do percentual de gordura, porque para ter uma vida mais saudável começa por aí. Já vi que na parte superior do corpo, a gordura está mais localizada no tríceps (??) e no abdome. E vamos começar a atacar essas áreas com meu treino. Estamos só começando, mas eu amei a vibe dela. Especialmente por sair de lá com a seguinte conclusão: meus 10 meses de #ProjetoNoiva, se feitos direitinho, com academia e nutrição corretos são suficientes para chegar no casório linda e saudável, sem recorrer a radicalismos. Até porque, radicalismo de um lado (restrição demais) ajuda a trazer radicalismos de outros (saídas da dieta loucas, como se a comida do mundo inteiro fosse terminar amanhã). Já pego minha dieta essa semana e conto mais detalhes, mas a princípio não vamos tirar glúten nem lactose. Não tenho intolerância a nenhum deles. Também não vamos tirar meu inseparável chá de hibisco. E só para lembrar, estilosas: vamos dar algumas dicas de nutrição, mas nada de passar plano alimentar inteiro, já que cada organismo tem suas necessidades individuais. Uma coisa legal: a nutri e a personal se conhecem, vão trocar ideias e pensar juntas em como vamos chegar nos meus objetivos. Coisa legal 2: a nutri malha na Runner Águas Claras, a mesma que eu. Logo, vigilância em dobro para mim!

 

Daqui a pouco conto mais detalhes, estilosas!

0