Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Saiu um matéria no USA Today, com uma pesquisadora alemã falando, basicamente, afirmando que o óleo de coco não é saudável, nunca foi saudável. Segundo o vídeo, “óleo de coco é veneno puro”.

Mas afinal, por que afirmar que óleo de coco é veneno puro não faz sentido?

Bom, basicamente, a pesquisadora repetiu as diretrizes da Associação Americana do Coração que criou um novo relatório sobre gorduras na dieta e doenças do coração. E ela fala (não eu!) basicamente o seguinte: o óleo de coco é uma gordura saturada e como qualquer gordura saturada, eleva o colesterol LDL (colesterol ruim) responsável por doenças cardíacas.

Só que eu tenho que te afirmar algo: o colesterol LDL, conhecido como ruim, é só um “espectador” (é tipo a gente assistindo TV), no processo das doenças cardíacas. Isso porque quando ele oxida ou estraga, aí sim ele se torna perigoso.

Quando o óleo de coco é veneno puro? Quando você segue uma alimentação inflamatória, cheia de comidas industrializadas ou cheia de açúcar e carboidratos.

A Associação Americana do Coração não possui evidências de que o óleo de coco é perigoso.

Não há um único estudo que mostre isso. Apenas há HIPÓTESES, baseadas em um conceito super ultrapassado que afirma que doenças cardíacas são causadas pelo colesterol.  Hoje em dia, já se sabe que o que mais causa doenças do coração são as inflamações. Elas são causadas principalmente do açúcar e do amido de milho. Esses dois alimentos são grandes responsáveis por causar pré-diabetes, o que leva a doenças cardíacas.

UFAA! Muita informação nova, não?!

Agora, vem mais…acredita-se que a Associação Americana do Coração traz pesquisas independentes. Porém, grande parte dos seus fundos (sim, dinheiro!) vem da indústria alimentícia! Se você for ver o que ela recomenda, você encontra o seguinte:

  • Baixa gordura (o que é ruim)
  • Gorduras pouco saturadas
  • Óleos vegetais, tipo óleo de soja (que não é nem óleo de verdade. É algo extremamente processado, industrializado)
  • Não comer ovos  (outro grande vilão ou mocinho, que vira e mexe vira notícia!)

Para se ter uma ideia, o organismo que é tipo o Ministério da Saúde dos Estados Unidos e que fez um documento tipo o nosso Guia Nutricional não concorda com isso. Isso porque eles são super conservadores. Tem algo errado, né?

Sabe o que acontece? Não é a gordura que causa doenças do coração. Não é a gordura que te engorda. Tá, Mari e de onde vem essa informação? Para quem não sabe eu estudo no Instituto de Nutrição Integrativa de Nova York. Um dos meus professores é o Dr. Mark Hyman, um dos meus professores e médico que dedica a vida à medicina funcional.

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Ele afirma que existem DEZESSETE estudos que mostram que não existe ligação direta entre gordura saturada e doenças cardíacas. E quantas tem relacionadas ao óleo de coco ser veneno que eu falei lá no começo do texto? ZERO.

E, se essa pesquisadora de Harvard está tão certa, o que dizer do azeite, que é tão queridinho e que tem 20% de gorduras saturadas? Você já está confus@ o suficiente?

Na realidade, a gordura saturada ela é benéfica pro corpo, não causa doenças cardíacas. A qualidade do seu colesterol melhora com gorduras saturadas.Além disso, o óleo de coco ajuda a aumentar a imunidade. Ele também tem MCT, que incentiva muito o metabolismo, as funções do seu cérebro para você se sentir com mais energia no dia.

(Não é por isso que vamos mergulhar num pote de óleo de coco, certo?)

Vamos falar sério agora: brócolis é saudável, certo? Só que se você se alimentar 80% do tempo só de brócolis, você vai adoecer. O mesmo acontece com o óleo de coco e com diversas outras comidas. Eu não acredito que existe um único alimento isolado que te engorde, emagreça, te deixe saudável ou te adoeça.

Resumo: não deixe que frases de impacto te deixem com medo. Não é só porque está na internet (e até em sites que você considera confiáveis) que é verdade. Pesquise, questione, veja quem está por trás do estudo.

 

Quer conhecer mais sobre o Dr. Mark?

Livro: Eat Fat, Live Thin

Fat: What I got wrong What I got right

0