Aquele final de semana que decidi turistar no Rio

Tirei um final de semana para turistar no Rio agora em março. Malhei que nem louca, separei meus melhores biquínis. A intenção na intenção era voltar mega bronzeada. E conhecer todas as praias já que meu repertório de Rio era Leblon e fim. Só que não teve sol. Fiquei me perguntando: o que fazer no Rio de Janeiro quando tá nublado? Para a minha surpresa, o resultado foi muito, muito mais bacana do que eu poderia imaginar.

 

O que fazer no Rio de Janeiro?

Antes de sair de Brasília, fiz aquele roteiro exxxperto, incluindo claro, a imperdível praia de Joatinga. Só que não deu certo, então mudamos a rota. Mas antes, algumas dicas para quem não conhece nada da cidade maravilhosa:

Hospedagem

Para quem está indo para turistar, o ideal é ficar na Zona Sul. Assim, você está mais perto de tudo! Dê uma olhadinha no AirBNB, tem diversas soluções legais, uns apartamentos super legais e com reviews incríveis! A gente ficou em Copacabana. Se você é do time que prefere as comodidades de um hotel, tem um Ibis Copacabana no Posto 5 que tem tarifas muy amigas. Serviço bem de boa, não inclui café da manhã, mas com tudo o que você tiver para conhecer, duvido que vá sentir falta.

Locomoção

O Uber foi meu melhor amigo. Acho que a corrida mais cara que fiz foi do Aeroporto (SDU) até o hotel. Deve ter dado aproximadamente R$25. De onde a gente tava, a maioria das corridas dava menos de 15 reais, o que é excelente! PS: Se você for para o Museu do Amanhã, é bem provável que os motoristas do Uber não encontrem. Tivemos problemas com 3 seguidos e optamos por tomar um táxi de lá. Mas tb tem VLT e ônibus.

Segurança

Por mais ridículo que possa parecer, por eu ser paulistana, deu um medinho assim que comprei as passagens. Eu só pensava: “o que eu vou fazer no Rio de Janeiro para não ser assaltada?”. Nem preciso dizer que foi o maior exagero da minha vida! Primeiro porque a cidade tem muito turista e sempre vai ter alguém dando mole (muitas vezes mais do que você). Segundo porque o cuidado que precisa é aquele de qualquer lugar: ficar de olho na bolsa e em coisas pessoais, especialmente ao andar na rua.

 

o que fazer no rio de janeiro_blogvidaleve

 

Vou colocar aqui embaixo nosso roteiro com o que fazer no Rio de Janeiro para ajudar quem também é marinheiro de primeira viagem na cidade maravilhosa:

Sexta à noite

Jantar no TT Burger. Sabe aquela escapadinha da dieta que vale a pena? Tá bem aqui! Tem lojas em vários lugares, mas em todas tem uma coisa: ketchup com goiabada! É delicioso! Ouvi dizer que vende em algumas unidades do Pão de Açúcar do Rio.

Sábado

Acorde cedo e tome um café da manhã na Confeitaria Colombo. Vá na do Centro, o lugar é maravilhoso! Tem fila sim e não é barato. O buffet sai por R$63 por pessoa, mas você come tudo, à vontade. Se preferir, também pode pedir comidinhas soltas no cardápio e tem várias opções de omelete para quem não quer sair da linha.

De lá, corra pro Museu do Amanhã. Compre online e evite a fila da bilheteria. A atração principal tem uma fila chatinha, mas vale a pena! O lugar é lindo! Aproveite para passear pelo Boulevard Olímpico, ver o mural do Kobra e ir ao AquaRio. É tudo pertinho, nível ir a pé. De lá, dê uma passadinha na Escadaria Selarón (o táxi deu R$13), que fica na Lapa. Sim, a Lapa ferve na noite, mas a escadaria é legal ir de dia! Ali, a fome bateu e paramos para comer uma feijoada na Adega Flor de Coimbra. É na rua da escadaria. Dica: a feijoada que dá tranquilamente para 2 pessoas foi R$72! Ali por perto, ainda tem o Parque das Ruínas, porém começou a chuviscar e voltamos pro hotel.

O dia terminou no Shopping Leblon (paulistana, né mores!). Não deixe de tomar um sorvete no Mil Frutas. Para mim, o de doce de leite é imbatível e precisa estar no seu roteiro com o que fazer no Rio de Janeiro.

 

Domingo

Nosso primeiro destino foi o Parque Lage. A entrada é gratuita e lá também é uma opção incrível de café da manhã: o Plage Café. Também tem que chegar cedinho e também não é barato. Acredito que era algo por volta de R$70. Algumas pessoas afirmam que dá para duas pessoas, outras não. A gente acordou meio tarde e morto de fome, então tomamos café em uma padaria de rua mesmo, o que sempre é uma opção bacana no Rio. A gente foi parar na Cafeína e foi presenteado com a melhor torrada da vida! Do Parque Lage, dá para ir andando até o Jardim Botânico. Uma caminhada de uns 20 minutos, mas tranquila. Lá é R$15 de entrada por pessoa e só aceita dinheiro. Vale a pena entrar no site do Jardim Botânico para conferir horários de funcionamento.

Demos uma corridinha e tentamos ir no Cristo Redentor. Deu certo! Na hora, o ingresso custa R$41 por pessoa. Mas você também pode comprar online e já pegar o transfer de ida e volta para o Corcovado. O uber te deixa lá, mas não te busca de volta. Um taxista nos cobrou R$50 (fora do taximetro) pra deixar a gente de volta no hotel. Pegamos uma van, que nos deixou no meio do caminho, por R$10 por pessoa. Tem um mirante com almoço, que parece ser super legal e você já pode comprar o pacote com isso. A visão é incrível. É muito mágico estar lá em cima.

Terminamos nosso final de semana no Jobi Bar, que fica no Leblon e tem o melhor bolinho de bacalhau da vida! Até que para quem não sabia o que fazer no Rio de Janeiro, com tempo nublado, deu tudo certo, né? Deixe suas dicas do Rio aqui nos comentários, em breve quero fazer uma versão com sol desse post. 😉

 

 

 

0