blog-de-moda-de-brasilia

{look do dia} com dicas de turismo em Floripa

abertura

Sim, estilosas! Finalmente chegou a hora de colocar o look que tirei em Floripa. Demorou, né? Me entendam, eu queria fazer um post com todo amor e carinho e durante a semana o bicho pegou. Como vocês vão ver, a produção está mega simples, pois minha ideia foi fazer um look que desse, efetivamente, para curtir a praia, sem pagação e todas as diversas atividades que passar o dia com a natureza oferece. Quem me conhece, sabe que sou super, super caseira e tranquila, então, se você está lendo esse post esperando dicas da ferveção em Jurerê Internacional, pode parar de ler por aqui. Meu negócio foi muito mais de boa e por isso, um look precisava acompanhar isso.

IMG_1151

A escolha foi por uma regata com rendinhas, bem básica, acompanhada de um shorts (falo com “s” no final mesmo, sou paulistana!) estilo boxer com estampa de animal print e claro, um biquíni por baixo. Nessa época do ano, o clima na cidade é uma delícia, sabe quando está calor no sol e frio na sombra e que você consegue curtir uma praia sem derreter por completo? Foi exatamente isso que eu vivi. Venta demais na praia e por isso, o cabelo preso, com mil fios eletrizados. Depois desse dia, vi que prender os cachos na praia era perda de tempo e me joguei nos cachos volumosos com uma tiara de flores para dar uma gracinha.

IMG_1153

Quanto aos acessórios – vamos ignorar a pulseira ridícula de balada, era obrigatoriedade do hotel porque teve um show lá – tudo foi super basiquinho. Um brinco ponto de luz nas orelhas, uma correntinha de chave (e claro que esqueci de tirar quando entrei no mar), aquelas tornozeleiras bem a cara de praia e um óculos de sol para esconder a cara de sono depois de ter acordado 4h30 da manhã para sair de Brasília e ir curtir a praia.

IMG_1154

Vamos falar da cidade agora!!! o/  Me hospedei no Praia Mole Eco Village. O hotel não é super mega luxuoso, mas é completamente maravilhoso. Tem um quê de hotel fazenda, mas ao mesmo tempo, você está a poucos passos da praia. O café da manhã era super farto (sim, sai loucamente da dieta) e a localização é ótima. Fica entre a Lagoa da Conceição e a Praia Mole, bem pertinho da Praia da Joaquina. Saí de lá completamente apaixonada e praticamente aos prantos por não querer voltar para casa. O silêncio domina na hora de dormir e você acorda com barulho de passarinhos cantando. Ruim, né? Na Praia Mole, que é mais de boa, por ser bem de surfista, tem vários restaurantes bangalôs que não são absurdos de caro. Além disso, tem um ponto de ônibus bem pertinho, perfeito na hora de ir e voltar. E agora é a minha hora de falar “sabe de nada, inocente!” Já leu ponto de ônibus e achou que eu fui querer economizar dinheiro, né? Maior bobeira gastar dinheiro com táxi ou alugando carro na cidade. Dá para ir de ônibus para todos os lugares, tem os horários das linhas nos terminais, eles chegam na hora marcada e se você se sentir perdida, pode pedir ajuda pros coleguinhas residentes. Além de lindos, eles são educados e super prestativos. Conheci uma menina num ponto, às 22h, que era estudante de moda e fomos batendo papo até eu chegar no meu destino. Detalhe: ela estava sozinha e era super de boa e seguro.

IMG_1159

Além da Praia Mole, conheci a Praia do Campeche. Ela é super família e mais voltada para residentes e não tanto turistas, então, a praia não tem uma super estrutura. Alguns restaurantes fora da areia, que são bem deliciosos também, especialmente para frutos do mar. O esquema é levar suas coisas e deitar para curtir o sol. Não tem música, nem guarda-sol para alugar. Tem siris (não só os de comer rs), conchinhas e um mar não muito gelado para entrar. Não tem onda, mas tem várias senhoras com o corpo de sambar na sua cara para você se inspirar.  Tem também vários condomínios fechados de mini-prédios para você já sonhar onde vai morar.

IMG_1160

Ainda tiveram mais dois passeios envolvendo areia: Praia da Joaquina, que é mega de surfista e mais badaladinha. Tem vários restaurantes para ficar, com guarda-sol e estrutura. Mas que tocavam o maior pagodão alto, que não curti mesmo! Mas, também tinha a opção de ficar mais afastado para não ficar no meio da confusão. Não dá para deixar de fazer sandboard e já ajuda a queimar algumas das calorias. Não é algo que dá para curtir tanto a tranquilidade como na Praia do Campeche, mas é legal e linda também. A outra atividade com areia foi o pôr-do-sol imperdível em Santo Antônio de Lisboa. Um cantinho da cidade todo especial, com uma praia que não é feita para tomar sol. É lugar onde noivas, crianças e grávidas tiram fotos para lembranças lindas e onde você pode escolher restaurantes que ficam num deck na orla para ver o sol se pôr. A primeira foto desse post foi clicada lá e não teve nada de tratamento.

IMG_1162

Tiveram dois restaurantes que jantei e adorei: o Sushi Roots, que tem um festival japonês bem gostoso e por preço bem honesto. Fui no da Lagoa da Conceição, mas dizem que o da Barra tem uma vista mais bacana. O outro é o Mão na Massa, um restaurante/lounge super pequenininho e aconchegante, onde a dona faz as pizzas artesanais.

IMG_1165

Agora, o que mais me conquistou em Florianópolis, de verdade, foi a educação e a simpatia das pessoas. Todos sempre dispostos a ajudar, sorridentes e simpáticos. Mas, claro, sempre chega a hora de chegar em casa e em breve, mais looks direto do Brasília. 🙂IMG_1167

regata e shorts: gap | biquini: salsa | chinelo: havaianas | colar: paula gregório

0
Post criado 302

Um comentário sobre “{look do dia} com dicas de turismo em Floripa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo