Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Deu aquela vontade de comer doce! E agora?

por | fev 16, 2016 | alimentação

Tem semana que a gente tá lá: linda e bela, seguindo a dieta certinho quando de repente, ela chega. Aquela vontade louca de comer doce. Incontrolável. Imbatível. Geralmente, ela vem depois do almoço, dando aquela impressão de buraco negro na barriga quem parece que a gente nem acabou de se alimentar. Aí, vem aquele pensamento: “Deus, por que não me bate uma vontade de comer um pé de alface inteiro?”. Logo em seguida, a gente começa a pesar para ver vale a pena o esforço, o “jogar o treino fora” e se existe expectativa de malhar mais tarde para queimar aquelas calorias a mais.  

Por que dá vontade de comer doce?

Sem rodeios e meias palavras: por causa do açúcar. Para explicar isso de uma forma bem simples e fácil de entender, o açúcar estimula a liberação da serotonina, uma substância que traz aquela alegria instantânea. Sabe aquele sentimento quando a primeira colherada de brigadeiro encosta na língua e você tem a mais absoluta certeza de que só ele é capaz de resolver certos problemas? É essa a tal da alegria instantânea. Muitos nutricionistas comparam essa vontade de comer doce a vícios como cocaína e álcool. Isso significa que quanto mais açúcar a gente come, mais açúcar a gente quer comer. Antes de todo o meu processo de emagrecimento, o meu problema sempre foi a vontade de comer doce. SEMPRE! E eu sempre fui a rainha da autossabotagem e me enganava falando “ah, só um pedacinho. Ah, só um quadradinho…” e de de pedacinho em pedacinho, a balança foi para as alturas e a minha saúde pro espaço. E não teve jeito, só a hora que eu coloquei na minha cabeça que não podia ficar abrindo exceções foi que eu vi resultados mesmo. Para resolver esse problema, eu desenvolvi algumas técnicas que me ajudaram a dominar minha relação com as sobremesas em geral e não ser vencida pela vontade de comer doce. Algumas são tipo informações de utilidade pública (rs!) já outras, acho que cada um acaba desenvolvendo o que melhor funciona na hora do desespero. Já aviso: o lance de cheirar o chocolate para mim é roubada. Parece que meu cérebro sente que vem doce por aí e o doce não vem e eu ficava ainda mais irritada.  

7 táticas imbatíveis para diminuir a vontade de comer doce

  1. Vontade do Momento x Objetivos de Vida. Toda vez que surge um doce na minha frente, eu paro e penso “Eu realmente preciso desse doce agora?” Sempre penso se a vontade daquele momento vai me ajudar com meus objetivos de vida (no caso 20% de gordura) ou se vai atrapalhar. Se for atrapalhar, eu procuro não fazer, porque dá aquela deprezinha de parecer que a gente está ainda mais longe dos objetivos. Mas tem hora que dá vontade mesmo e eu vou lá e como!
  2. Não tenha doces em casa ou na mesa do trabalho. Pra gente comer doce, a gente precisa ter doce, certo? Não ter essa tentação assim, pertinho, facinho, ajuda muito. O mesmo vale para o dia que você resolver fazer um super doce porque está morrendo de vontade. Faz, come e dá fim no mesmo dia. No dia seguinte, ele não pode existir na sua casa, se não, é claro que você vai comer.
  3. Pratique atividades físicas. Sim, elas também liberam uma alegria instantânea! Eu, particularmente, me apaixonei por corrida e adoro, inclusive para ajudar a queimar calorias a mais depois de um dia de exageros.
  4. Coma menos sal. Um corpinho cheio de sódio fica desesperado por algo doce logo em seguida. Isso explica a combinação fast food e coca-cola com sobremesa ser tão perfeita!
  5. Não pule nenhuma refeição. Quando você faz isso, seu corpo fica doidinho atrás de alimentos que reponham bem rapidinho a energia e os doces são perfeitos para isso.
  6. Diminua a quantidade de doces aos poucos. Não adianta ser radical e do dia para a noite achar que nunca mais vai colocar um doce na boca. Comece trocando chocolate branco por amargo e também opte por quantidades menores. Aos poucos, você tira os doces da rotina.
  7. Lembre-se a vida social existe! Você não precisa e nem deve deixar de viver. Participar de comemorações faz muito bem pra gente. Por isso, às vezes, tenha em mente de que você vai abrir exceções. Não precisa também comer todos os doces que ver pela frente, como se não houvesse o amanhã. Você pode fazer escolhas inteligentes e optar por opções menos calóricas.
Descobri recentemente aqui em Brasília a Doce Afeto, que tem uma linha de produtos totalmente sem adição de açúcar!  

Doces Zero Açúcar da Doce Afeto

A proposta é oferecer a todas as pessoas que têm restrição ao açúcar a oportunidade de saborear os doces normalmente oferecidos em eventos, como brigadeiro, beijinho, cajuzinho, beijinho com damasco e olho de sogra, porém na versão diet. Todos os produtos são vendidos em formato de kit individual, ideal para festas de casamento, aniversário e confraternização empresarial. É uma ótima saída também para quem tem diabetes. É fácinho encomendar um kit com docinhos e cupcakes ou um delicioso pudim, tudo do jeitinho que você quiser. Tudo é feito com supervisão de nutricionistas e avaliações médicas para garantir qualidade e sabor aos doces.

A marca é super preocupada com a qualidade dos ingredientes e como adoçante a sucralose que é um derivado da cana-de-açúcar, o Chocolate Diatt, fabricante Spali, coco ralado desidratado sem açúcar e frutas como ameixa e damasco. Os cupcakes são feitos como os normais porém adoçados com sucralose e recheados com ganache de chocolate diet e creme de leite light, e os pudins tem como calda uma pequena quantidade de frutose.

Só pra lembrar: assim como  os doces normais, os doces diet também devem ser consumidos com moderação pois mesmo sem possuir açúcar, contem índice calórico devido às frutas, as castanhas e/ou farinhas utilizadas em sua confecção. Mas é excelente ter essa opção para não ficar de fora das comemorações, né?

Quer pedir um kit da Doce Afeto?

Whatsapp: (61)8402-3810 Pedidos online pelo site da Doce Afeto Instagram (para babar): @doceafetozero
0