Decidi falar sobre a questão dos agrotóxicos no Brasil hoje, dia 11 de janeiro, Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos. Eu já tinha estudado um pouco sobre o tema no Institute for Integrative Nutrition de NY, onde faço meu curso de Coach de Saúde e Nutrição Integral e vi que a informação PRECISA ser divulgada. Quero muito fazer parte disso. 😉

Agrotóxicos no Brasil: o problema é sério?

Sim. MUITO! Segundo uma matéria do G1, clica aqui para ler, o Brasil é o maior consumidor no mundo de agrotóxicos. São mais de 7 litros de veneno por ano, por pessoa. Quem é que, conscientemente, escolheria tomar tanto veneno? Para deixar tudo em uma linguagem mais fácil, agrotóxicos nada mais são do que substâncias químicas que são usados na agricultura para evitar pragas. Os agrotóxicos no Brasil são mais livres do que em diversos outros países do mundo, aqui é permitido usar versões que já foram banidas há muito tempo.

O site Viva sem Veneno ajuda muito quem tiver interesse em se aprofundar mais sobre o assunto. Aqui, vou abordar muito a questão nutricional.

agrotóxicos no Brasil

Agrotóxicos no Brasil e a sua alimentação

Muita gente pensa que o grande problema para os humanos é para quem está diretamente envolvido com a aplicação do produto nas plantações. Para quem não lembra, o Leandro, da dupla Leandro e Leonardo, faleceu de um câncer que não deu chance de luta. Ele trabalhava com isso quando era bem jovem. Além de ter substâncias que o corpo humano não consegue digerir, existem diversas doenças que os agrotóxicos podem causar:

 

  • Problemas neurológicos, motores e mentais
  • Distúrbios de comportamento
  • Problemas reprodutivos e na produção de hormônios sexuais
  • Distúrbios hormonais diversos (efeitos comprovados nas glândulas hipófise, tireoide, suprarrenais, mamas, ovários e testículos)
  • Menor fertilidade
  • Baixa imunidade
  • Puberdade precoce
  • Má formação fetal
  • Aborto
  • Doença de Parkinson
  • Endometriose
  • Atrofia dos testículos
  • Câncer de diversos tipos
Fonte: Dossiê Abrasco 2015

Além disso, a questão dos agrotóxicos no Brasil também envolve os bebezinhos que acabaram de nascer. Existem pesquisas que indicam que foram encontradas substâncias relacionadas a isso no leite materno. Triste, né?

agrotóxicos no Brasil

 

Se tá cheio de agrotóxicos no Brasil, como comprar frutas e verduras?

A resposta é simples: orgânicos. Já sei que muita gente vai comentar que é caro. Mas, tenho alguns argumentos e um presentinho para você. Sim, é mais caro, especialmente se você for comprar em supermercados (onde você nunca vai ter certeza absoluta se aquilo realmente é livre de venenos) ou em lugares mais da modinha. Eu tenho duas soluções:

Procure produtores locais próximos a você. Com certeza, eles terão tudo mais fresquinho e da melhor qualidade. O preço costuma ser mais justo. Além disso, você aproveita para comer aquilo que é produzido na região e na estação. Produtos que não passaram por transporte, estão cheios de vida e de nutrientes para você e não poluem o meio ambiente com longos caminhos percorridos.

Procure empresas que já tem o contato desses produtores e fazem delivery de orgânicos. Em Brasília, eu sou fã da Carota Comida Sem Veneno, que tem cestas de orgânicos semanais. É lindo! Para quem é minha seguidora, tem desconto! É só colocar o código BLOGVIDALEVE10 (*válido até 31/12/2018) nas compras no site.

Se você tem interesse em saber mais sobre as frutas, verduras e legumes de cada mês, os de janeiro estão aqui embaixo e no Facebook, tem um álbum – FRUTAS E VERDURAS DA ESTAÇÃO –  que eu atualizo todos os meses:

agrotóxicos no Brasil

Janeiro: alface, cebolinha, couve, salsa, abóbora, abobrinha, beterraba, pepino, pimentão, quiabo e tomate

agrotóxicos no Brasil

abacaxi, carambola, coco verde, figo, framboesa, fruta do conde, laranja-pera, mamão, maracujá, melancia, nectarina, uva.

 

 

 

 

 

 

 

0